Com lançamento marcado para acontecer no último trimestre deste ano, a linha iPhone 14 Series não teve nenhuma informação oficial divulgada pela Apple, no entanto, conta com uma vasta quantidade de rumores a especular sobre o design, construção e especificações técnicas dos próximos smartphones avançados da maçã.

De acordo com vazamentos recentes, a próxima linha de aparelhos deve trazer importantes mudanças se comparado com os iPhones 13. A princípio, este ano as variantes que devem receber novidade são a Pro e Pro Max, que além do design alterado também chegarão equipadas com o chipset A16 Bionic, cotado para trazer 15% mais performance em CPU e até 30% em processamento gráfico (GPU).

Design e construção

A qualidade de construção dos celulares da Apple é inquestionável, porém a empresa não é popularmente conhecida por inovar no design. Em 2017, a marca anunciou o iPhone X com o entalhe retangular no topo da tela que servia para abrigar os sensores de câmeras e Face ID, configuração que foi mantida até o iPhone 12 e reduzida no iPhone 13.

Para a comunidade, esse visual está ultrapassado frente ao que é oferecido por concorrentes do sistema Android, como a linha Galaxy S22 Ultra, por exemplo. Segundo vazamentos e renders, os modelos mais caros devem substituir o famigerado retângulo por um design de pílula.

Veja na imagem abaixo:

Embora autoridades internacionais estejam trabalhando para obrigar (sim, obrigar!) a Apple a substituir o conector lightning — formato proprietário da empresa — pelo USB Tipo-C, é improvável que isso aconteça este ano.

Câmeras e sensores

Assim como as informações anteriores, esta também se trata de mera especulação divulgada por especialistas no mercado. Ao que parece, as versões Pro e Pro Max trarão um sensor primário com 48 MP de resolução, enquanto os modelos mais acessíveis seguirão usando câmeras de 12 MP.

Os novos sensores devem ser produzidos pela LG Innotek, fabricante sul-coreana que atua há bastante tempo nesse nicho. Ainda é cedo para presumirmos qual será o resultado da melhoria, mas considerando lançamentos anteriores é esperado que a inserção de uma câmera de 48 MP traga importantes avanços para a linha.

suposto-design-do-iphone-14

Outros sensores devem ser mantidos, incluir suporte à quinta geração de redes móveis (5G), NFC para pagamentos e carregamento reverso por meio da tecnologia MagSafe em todas as versões.

Processador e RAM

Detalhes sobre a ficha técnica dos próximos celulares continuam escassos, apesar disso, informantes se apoiam em vazamentos para afirmar que, conforme antecipamos nos parágrafos iniciais, apenas os modelos Pro e Pro Max virão com o chipset A16 Bionic.

Enquanto isso, o iPhone 14 e iPhone 14 Mini utilizarão o chipset A15 Bionic, de geração passada. Essa seria a primeira vez que a Apple utilizaria em seus celulares processadores de geração linhas anteriores, algo que pode desagradar aos fãs.

A memória RAM embarcada deve ser de 6 GB no padrão LPDDR5 garantindo processamento eficiente de dados tanto para apps quanto games.

  • O sistema operacional presente nesses aparelhos será o iOS 16, interface que atualmente está sendo testada nos canais beta a dev.

E o preço?

Nos Estados Unidos, o preço cobrado pelos iPhone é equilibrado e condiz com a renda dos norte-americanos, mas no Brasil o cenário é o oposto. Por aqui, cada lançamento da Apple costuma chegar custando mais de R$ 10 mil e desta vez não deve ser diferente.

VEJA MAIS SOBRE APPLE:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui